Ortodontia é uma especialidade odontológica indicada para restabelecer a harmonia oclusal, isto é, o alinhamento e o encaixe dos dentes. Em 90% dos casos, o paciente busca resolver problemas estéticos.

Existem diferentes tipos de procedimentos e aparelhos que podem ser usados em um tratamento ortodôntico, cada um indicado para determinada situação.

Os aparelhos podem atuar no posicionamento dos dentes e movimentação óssea. Com base na gravidade e no tipo de problema que o paciente apresenta, o profissional indica aparelhos fixos ou móveis.

Além dessas disfunções, muitas pessoas acreditam, erroneamente, que a ortodontia também trata o bruxismo. Por isso, a partir de agora, vamos explicar a relação entre ortodontia e bruxismo.

 

Os aparelhos ortodônticos tratam o bruxismo?

Estresse, tensão e ansiedade são alguns dos gatilhos para o bruxismo,

uma condição neurológica que se caracteriza pelo apertamento inconsciente dos dentes.

Dentre os inúmeros malefícios que esse ato pode trazer estão: desgaste dos dentes e dores de cabeça tensionais, além de dores na região da mandíbula e desconforto na musculatura dessa área.

Existem dois tipos: o bruxismo noturno e o de vigília (que ocorre durante o dia) e ambos causam prejuízos à saúde e à qualidade de vida.

Para o bruxismo noturno é indicado o uso de uma placa miorrelaxante.

Para o bruxismo de vigília, utiliza-se métodos de reversão de hábitos como o uso do DIVA®.

Mas para nenhum dos dois a ortodontia é indicada, já que o bruxismo é uma alteração a nível de sistema nervoso central e o aparelho ortodôntico atua a nível periférico.

 

Qual o melhor tratamento para o bruxismo?

É importante realizar uma série de mudanças no estilo de vida, afinal, a origem do bruxismo está ligada a causas emocionais.

Acontece que muitas pessoas buscam apenas tratar as dores causadas pelo bruxismo por meio do uso de remédios ou aparelhos ortodônticos. O primeiro garante um alívio imediato, mas não resolve a origem do problema, além de trazer riscos para quem se automedica. O segundo não tem indicação, como já vimos.

Portanto, a melhor decisão para reverter esse hábito é buscar ajuda profissional e não “embarcar” em tratamentos invasivos e irreversíveis.

Apenas um especialista pode aplicar o tratamento adequado. Existe, inclusive, tratamento que dispensa o uso de medicamentos como o tratamento LIVA, indicado para o bruxismo de vigília.

 

Tratamento para eliminar o bruxismo de vigília

Para eliminar o bruxismo de vigília, o tratamento LIVA utiliza o Dispositivo Interoclusal de Vigília (DIVA®). Esse dispositivo é constituído por uma placa individualizada colocada nos dentes posteriores do paciente.

Sua função é monitorar os apertamentos dentários, tornando-os consciente. Dessa forma, o paciente se reeduca e consegue eliminar esse hábito tão prejudicial e que traz tantas dores.

Essas dores, quando tornam-se crônicas, prejudicam muito a qualidade de vida das pessoas devido ao sofrimento que elas geram.

Percebe como é bem mais vantajoso procurar um especialista no assunto?

Por isso, busque ajuda profissional: assim, você terá um diagnóstico assertivo e realizará o tratamento adequado.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *