A cefaleia tensional é a dor de cabeça mais comum no mundo (70%) e se caracteriza pela sensação de ter um faixa apertando a cabeça. A dor é difusa, bilateral, muito frequente, pode durar horas ou dias, tem uma intensidade de moderada a forte (6 a 8 numa escala de 10) e as causas não são totalmente compreendidas pela medicina.

Existem diversas causas para desencadear a cefaleia tensional. Algumas delas são: insônia, estresse, ansiedade, cansaço, tensão muscular, entre outras. E, ao estabelecer a causa, fica mais fácil de realizar o tratamento.

Porém, como diz o ditado, “é melhor prevenir do que remediar”. Por isso, listamos abaixo algumas coisas que você pode fazer para evitar a cefaleia tensional. Veja:

Pratique exercícios

A prática de exercícios físicos é um bálsamo para todo o nosso corpo, especialmente para a mente. Ela alivia as tensões musculares, traz maior qualidade de vida e ainda consegue ajudar quem enfrenta o estresse e a ansiedade, pois libera substâncias no cérebro como a serotonina, que proporciona uma sensação de bem-estar.

Quando falamos em exercícios físicos não estamos falando apenas sobre musculação. Você pode fazer qualquer tipo de atividade física que goste. O mais importante é movimentar o corpo. Quanto mais tempo ele fica parado, mais doente ele fica.

Não consuma remédios sem orientação

Consumir medicamentos se tornou algo bastante banal, mas a verdade é que é algo bem sério. Afinal de contas, os remédios possuem diversos efeitos colaterais e, enquanto ajudam na diminuição da dor provocada pela cefaleia tensional, acabam prejudicando outros órgãos. Por exemplo, o excesso de medicações pode prejudicar o fígado, o estômago e pode até provocar dor de cabeça!

Portanto, não tome nenhuma medicação se ela não for realmente necessária. E, em nenhuma hipótese, tome remédios sem orientação de um profissional.

Coma com qualidade

Não estamos falando de dieta, mas de você passar a ter uma alimentação muito mais saudável. Comer mais frutas, verduras e reduzir frituras, gordura trans e açúcares é de extrema importância para evitar a cefaleia tensional. Nós somos o que comemos e, portanto, quanto melhor a nossa alimentação, melhor o nosso corpo responde.

Ao consumir alimentos mais saudáveis, mais oxigênio e nutrientes são enviados para o cérebro. Assim, controlamos um dos fatores de risco da cefaleia tensional.

Organize-se

A organização é uma ótima estratégia para evitar estresse e ansiedade sem motivo. É uma forma de não sobrecarregar a nossa mente. Anote tudo o que você precisa fazer no dia seguinte na sua agenda, em um aplicativo de notas ou mesmo em um pedaço de papel. Deixe a lista à vista para que, no dia seguinte, você não perca tempo e saiba exatamente o que fazer. É uma forma de limpar a mente e acalmá-la, evitando problemas que causam a cefaleia tensional como a insônia.

Cuide do bruxismo

Você tem bruxismo de vigília? Ele é uma das principais causas da cefaleia tensional e tratá-lo com um bom profissional evita muitos problemas. O tratamento LIVA é uma excelente alternativa para quem deseja se livrar das dores na cabeça, face e pescoço ligadas ao bruxismo de vigília. O tratamento é inovador, não medicamentoso, não invasivo e não apresenta praticamente nenhuma contraindicação.

Compartilhe esse post nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a identificar as causas da cefaleia tensional.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *